Como ser mais ecológico e reduzir o plástico em casa

Com a questão ambiental na ordem do dia, é impossível não parar para pensar – como podemos contribuir para uma pegada mais verde, mais ecológica?

Confesso-me desde já, não sou a miss ecológica, nem venho aqui dar todas as dicas sobre desperdício zero ou como eliminar o plástico das nossas vidas, até porque não sou nenhuma guru nesta área. Para isso, há quem saiba muito mais do assunto e possa dar muitas dicas e ideias sobre estes temas, como a Ana go slowly, a Maria Granel ou o Mind the trash.

No entanto, dentro do possível, tenho tido mais atenção a esta questão e mudado pequenos hábitos cá por casa que, acredito, ajudam o nosso planeta.

Nesse sentido, se calhar não venho dar nenhuma novidade, mas gostava de inspirar-vos a fazer o mesmo ou a pensar em mais formas de terem uma pegada mais verde (ainda há tanto que podemos fazer!).

Coisas simples, muitas que já fazemos, outras que podemos adoptar ou praticar mais e passar estas preocupações e hábitos aos mais pequenos.

Utilizar sacos de pano, evitando os plásticos

Já é raro, muito raro mesmo trazer sacos de plástico para casa. De vez em quando, porque não fui prevenida ou porque para pesar a fruta tem mesmo de ser, lá trago. Mas diria que reduzimos 80/90% o gasto de sacos de plástico por aqui. O melhor mesmo é levar sempre na carteira ou no carro sacos reutilizáveis.

Soluções para conservar alimentos

Utilizar mais caixas de vidro com tampa, ou bee’s wrap para guardar alimentos no frigorifico, por exemplo, evitando assim a película aderente.

Bee’s wrap é uma boa alternativa à película aderente, mas vi há dias, numa story partilhada por algumas pessoas no instagram, uma coisa que também é verdade: não vale a pena pormo-nos a comprar imensos reutilizáveis, mais vale mesmo usar coisas que já temos. No entanto, comprei estas ‘protecções’ de silicone que dão para cobrir taças, copos ou metades de limão, por exemplo, e acho mesmo um bom investimento, dão muito jeito e uso em muitas situações em vez da película aderente (que já não usamos!).

Comprar a granel, evitando as embalagens de plástico

Na Maria Granel, por exemplo, a primeira mercearia biológica a granel que abriu em Portugal. Mas em vários supermercados biológicos (e não só) e mesmo nos mercados, é possível comprar a granel. Melhor, só levar os nossos próprios frascos e encher, para evitar qualquer desperdício.

Utilizar guardanapos de pano

Desde sempre que em minha casa se utilizavam guardanapos de pano, por isso esta não foi uma mudança. Mas para quem ainda não o faz, fica a ideia (pelo menos para os ‘da casa’, todos os dias).

Não utilizar palhinhas de plástico

Não costumo usar palhinhas, mas acontece que tenho um pacote cheio delas em casa que comprei em tempos idos (nem sei bem porquê…). A única situação em que também dão jeito é com as crianças, quando querem beber algum sumo ou bebida de um copo, a palhinha pode ser muito prática. Mas para isso também existem estas soluções reutilizáveis e que podemos levar sempre connosco.

Usar cotonetes de papel ou bambu

uma opção muito mais amiga do ambiente.

Utilizar loiça biodegradável em picnics e refeições para muitas pessoas

Uma opção pode ser esta loiça de farelo de trigo, totalmente biodegradável, produzida a partir do farelo de trigo comprimido. Os produtos são totalmente biodegradáveis através de compostagem em apenas 30 dias. Por comparação, um prato de plástico descartável precisa de mais de 500 anos para degradação.

Utilizar pensos rápidos biodegradáveis

Estes pensos são feitos de fibra de bamboo 100% orgânica, permitindo uma ótima protecção mesmo para as peles mais sensíveis.

Usar discos desmaquilhantes em tecido

ainda por cima feitos em Portugal!

Usar escovas de de dentes em bambu, biodegradáveis

E porque nos preocupamos mesmo com esta questão, é com muito entusiasmo que partilhamos um incentivo para que também comecem hoje a mudar um hábito aí por casa, se ainda não o fizeram. Na primeira encomenda de subscrição das escovas The Bam&Boo, têm um desconto de 25%, basta utilizar o código FOXANDJUNE25.

Este sistema é óptimo porque podem desde logo escolher a frequência com que querem receber novas escovas (1, 2, 3 ou 4 meses) e cancelar a qualquer momento. Aproveitem!

Escrito por: Francisca

Alfacinha e fã assumida da sua cidade. Nasceu e cresceu em Lisboa e embora adore sair e viajar, gosta sempre de voltar. Gosta de dias de sol, flores campestres, coisas imperfeitas e mergulhos no mar. Ler mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *