10 livros giros para os miúdos

A hora da história é sagrada cá em casa. Já tinha partilhado aqui alguns dos livros preferidos cá de casa, desde que o Lourenço é pequenino. A sua pequena biblioteca continua a crescer – se há coisas que adoramos e que não são demais, são livros giros!

Entre adições mais recentes e outros que já cá estavam, destaco os 10 livros que mais são pedidos nos últimos tempos.

 

O Cuquedo

O Cuquedo está à solta! Mas… o que é o Cuquedo? Será um pássaro? Será um avião? Não! É uma lengalenga original e muito divertida, para crianças a partir dos 2 anos. Um livro muito divertido e com algum suspense, com elefantes, girafas e rinocerontes.

Faz parte do Plano Nacional de Leitura para a Educação Pré-Escolar, destinado a leitura em voz alta.

 

O monstro das cores

Uma adição muito recente (chegou cá a casa no Natal). Esta é a versão pop-up, mas também existe a versão ‘normal’ do livro. A história é a mesma e fala sobre as emoções – a alegria, a tristeza, o medo, a raiva, a calma. Muito engraçado para começar a abordar estes temas e a dar nomes (e cores!) às coisas.

 

Home

Este é um livro em inglês que explora de forma criativa o conceito de casa. Na verdade, vale pelas bonitas ilustrações, e tem muito pouco texto. Vale precisamente pela capacidade de imaginar as tão diversas formas ilustradas de casa – uma casa no campo, um palácio, um barco, uma caravana… porque casa pode ser onde quisermos.

 

Não

Perfeito para a fase do “Não”. Um livro escrito com graça e que pode ajudar na fase das birras e teimosias. Cá por casa tem sido bastante lido e até já quis levar para a escola (leem sempre histórias e podem levar livros de casa). Acho que ainda não percebeu totalmente o sentido – até porque continua bastante ‘do contra’ – mas há-de lá chegar (esperemos!).

Existem outros desta colecção, mas ainda só temos este.

 

Meu Amor

Mãe, vais amar-me durante toda a vida? É desta forma que começa este livro maravilhoso e comovente que conta a história do amor de uma mãe pelo filho. Um livro que nos pertence a todos, que nos comove do princípio ao fim e que nos relembra que este é um amor incondicional.

Simples, comovente, divertido e com ilustrações bonitas. Tem sido um hit nas noites cá de casa!

 

Boa Noite a todos

Um livro ternurento sobre a hora de ir dormir, do mesmo autor do “Mamã?”, que também já tínhamos falado no outro artigo. O Mamã foi uma das primeiras histórias que lemos cá em casa e foi uma das mais lidas nos primeiros tempos. Ambos simples e com uma história engraçada, existe ainda um mais recente, do mesmo autor, “Oh não, Sebastião!”.

 

Triângulo

Uma história sobre o Triângulo e o seu amigo Quadrado. Este é o primeiro de uma trilogia das formas (“Triângulo”, “Quadrado”, “Círculo”) criada para os mais pequenos por Jon Klassen, autor de “Quero o Meu Chapéu” (que também já tínhamos referido aqui).

 

Um livro

É um jogo, é magia…é um livro! Basta fazer o que ele pede e as coisas vão acontecendo na página seguinte. Altamente interactivo, este livro pede a participação das crianças…e elas adoram. Por outro lado, têm também a oportunidade de aprender as cores, contar e distinguir o lado esquerdo do direito. Também faz parte do Plano Nacional de Leitura para a Educação Pré-Escolar, destinado a leitura em voz alta.

 

Perdido e Achado

Adoro os livros do Oliver Jeffers, sobretudo pelas ilustrações. Este em particular conta a história de um menino que, um dia, encontrou um pinguim à sua porta. O menino não sabia de onde é que ele aparecera nem a quem pertencia. O pinguim parecia triste, por isso o menino achou que ele devia estar perdido. Então, decidiu ajudá-lo a encontrar o caminho de regresso a casa e, juntos, rumaram ao Pólo Sul. Uma história sobre amizade.

Um livro que já recebeu vários prémios e que também faz parte do Plano Nacional de Leitura.

 

Da cabeça até aos pés 

Os animais mexem os seus corpos de formas muito diferentes – tal como os humanos. Podemos observar os gorilas, os camelos e outros animais a bater no peito, a dobrar os joelhos, a arquear as costas e até a curvar o pescoço. O mais divertido é tentar imitar o pinguim, a girafa, o búfalo e outros, da cabeça até à ponta dos pés. Um livro que vale algum ginástica e umas gargalhadas.

Do mesmo autor d’A Lagartinha muito comilona, e de outros tantos engraçados (também temos O Senhor Cavalo Marinho), todos publicados pela kalandraka.

 

 

Partilhem também connosco as vossas sugestões, aqui ou no nosso instagram.

 

Escrito por: Francisca

Alfacinha e fã assumida da sua cidade. Nasceu e cresceu em Lisboa e embora adore sair e viajar, gosta sempre de voltar. Gosta de dias de sol, flores campestres, coisas imperfeitas e mergulhos no mar. Ler mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *