5 livros inspiradores que adoramos

Livros que nos inspiram. Para ter na cabeceira ou em cima da secretária. Para ler de vez em quando ou para ler de fio a pavio. Para desafiar a nossa criatividade e imaginação. Para organizarmos melhor o nosso dia-a-dia, para exercitar a nossa mente e resolver um bloqueio criativo. Estes são cinco dos livros onde gosto sempre de voltar!

 

Big Magic, Elizabeth Gilbert

Big Magic é um livro para nos inspirar a viver de uma forma mais criativa. Da mesma autora de “Eat, Pray, Love”, este livro desafia a nosso curiosidade, não só no campo mais artístico, como também nas actividades que queiramos fazer e nos talentos que queiramos desenvolver. A criatividade está dentro de todos nós e deve ser manifestada, sem medos ou vergonhas porque é a melhor maneira de viver uma vida mais preenchida e realizada.

 

Design your day, Claire Diaz Ortiz

Um livro prático sobre como ser mais produtivo e estabelecer objectivos claros. De uma forma simples, o livro pretende ensinar-nos a cumprir mais tarefas, fazendo menos. Isto porque a produtividade nem sempre está relacionada com fazer mais coisas (muitas vezes, pelo contrário). De uma forma simples e clara, a autora dá algumas estratégias para estabelecer as prioridades e não nos perdermos no meio de lista infindáveis de to-dos que nos deixam muitas vezes chegar ao final do dia com a sensação de “o que é que eu fiz hoje mesmo?”.

 

Things are what you make of them, Adam J. Kurtz

Este livro de bolso com páginas coloridas e escrito à mão (parece) é uma série de conselhos e dicas para criativos. Está dividido em várias partes e dentro de cada parte explora vários tópicos. As páginas são destacáveis, para afixar na secretária ou para dar a alguém. O autor, designer, tem mais livros do género, sempre engraçados e inspiradores.

 

Very good lives, J.K. Rowling

Este livro é, na verdade, um discurso que J.K. Rowling fez numa cerimónia de abertura de Harvard, em 2008. Muito rápido de ler, com ilustrações bonitas e frases inspiradoras, fala sobre a importância de falhar e o poder da imaginação. Rowling dá alguns conselhos, válidos para qualquer pessoa num ponto de viragem da sua vida. Li-o há cerca de um ano e gostei muito.

 

A book that takes its time, Flow

Este livro, da Flow, só podia ser bom. Já falámos da revista aqui e também é uma das nossas preferidas. Este é um livro que, tal como o título indica, leva o seu tempo.  Não só porque é grande e está cheio de coisas boas, mas porque é este mesmo o seu objectivo: tempo para respirar, para criar, para reflectir. Tem alguns dos melhores artigos da revista e tem, ao estilo da mesma, muita coisa para fazer, exercícios de reflexão, ferramentas criativas. Um verdadeiro retiro de mindfulness, encadernado.

Escrito por: Francisca

Alfacinha e fã assumida da sua cidade. Nasceu e cresceu em Lisboa e embora adore sair e viajar, gosta sempre de voltar. Gosta de dias de sol, flores campestres, coisas imperfeitas e mergulhos no mar. Ler mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *