5 técnicas para relaxar

O mundo está caótico, parece que fazemos tudo a correr, não conseguimos parar um segundo. Ou porque está a chover e o trânsito está caótico, os miúdos demoraram uma eternidade a vestir-se, o telefone não pára de tocar e de receber emails de trabalho ou porque temos de encaixar mil tarefas apenas em vinte e quatro horas.

E essa falta de tempo consome-nos, damos por nós a sentirmo-nos fracos, a adoecer mais vezes, a ter a cabeça em água e esquecer pequenos pormenores que afinal são importantes. Temos de nos aperceber das nossas prioridades, temos de ter consciência do mal que fazemos ao nosso corpo, às nossas relações, por não termos tempo para alimentarmos de forma saudável cada um deles. Mesmo quando não podemos parar o tempo que precisaríamos, existem pequenos truques que podemos e devemos incluir nos nossos dias, para conseguir lidar de forma mais tranquila com o stress que nos é imposto:

1) Triptofano

O triptofano é um aminoácido essencial, não produzido pelo organismo, que deve ser adquirido através da alimentação. Uma das duas principais tarefas é actuar como precursor da serotonina, um neurotransmissor responsável pelo prazer e bem-estar. Assim devemos incluir na nossa alimentação diária as leguminosas, o chocolate preto, a banana e os frutos secos, entre outros.

2) Actividade física

Uma das melhores formas de combater o stress é mexermo-nos. Quando estamos stressados devemos canalizar essa energia para uma corrida, uma aula de ginásio ou umas braçadas na piscina. A actividade física liberta endorfinas, essenciais para o nosso bem estar, além de serem indutoras do sono. 

3) Respirar fundo

Quantas vezes nos bastou inspirar fundo e expirar calmamente para nos sentirmos imediatamente mais leves? Respirar fundo e calmamente relaxa o corpo e a mente, devemos incluir na nossa rotina diárias alguns exercícios de respiração ou frequentar aulas de yoga, meditação, etc.

4) Dar um abraço

O toque de outra pessoa em circunstâncias mais complicadas ajuda a relaxar. O contacto físico aumenta os níveis de oxitocina, a chamada hormona do amor e diminui os níveis da hormona do stress, o cortisol. Se não tivermos ninguém por perto, podemos e devemos tocar e brincar com os nossos animais de estimação. Eles também nos ajudam a relaxar.

5) Dar uma gargalhada

O riso e as gargalhadas são já reconhecidos pelas suas propriedades terapêuticas. Existem já alguns sítios que oferecem terapias do riso ou aulas de yoga deste género. Estudos indicam que mesmo a antecipação do riso ajuda imediatamente o corpo a relaxar ao baixar os níveis de stress e a aumentar os níveis de bem estar.

 

Estas são algumas técnicas que nos podem ajudar a lidar melhor com o nosso dia a dia apressado, mas o ideal é sempre parar, respirar e perceber a importância que aquela tarefa tem na nossa vida. É urgente, é essencial? Pode esperar umas horas, dias, meses? Pode não ser feita? Temos mesmo de dar prioridade a tudo? E a nossa prioridade? Não devemos estar sempre em primeiro lugar?

Escrito por: Joana

Joana. Casada com o João. Mãe do Sebastião. Mãe emprestada de uma Teckel, a Sushi, e de um gato rafeirão, o Tozé. Vive em frente ao mar e adora o campo. Quer alcançar o significado da palavra devagar. Viver devagar, saborear cada segundo e cada detalhe. Ler mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *