Amamentação, o bicho de sete cabeças

As recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) relativamente à amamentação são de que as crianças devem fazer aleitamento materno exclusivo até aos seis meses de idade, que a partir dos seis meses para além do leite materno as crianças devem receber alimentos complementares (como sopa e fruta) e que o aleitamento materno deve manter-se até completarem os dois anos, pelo menos.

Todas as mães já sentiram a pressão da amamentação.

Quando cheguei a casa, depois de três dias no hospital, estava em plena “subida de leite” e apesar de já ter lido e pesquisado imenso sobre o assunto, sentia-me ligeiramente desamparada e desorientada. Afinal, os bebés não vêm com manuais de instruções, o meu filho nasceu com baixo peso e nunca sabemos como vai o nosso corpo reagir nos primeiros dias após o nascimento. E, por isso mesmo, recorri à ajuda da Amamenta. Um rede com profissionais especializados nas áreas de amamentação, apoio às mães e cuidados ao recém-nascido. Em apenas duas horas depois de enviar um email, estava a marcar com a Patrícia, uma visita a casa ainda nesse dia. Foi extraordinária comigo e com o Sebastião, esteve quase cinco horas connosco e tirou todas as dúvidas possíveis e imaginárias. Nos meses seguintes sempre que tinha alguma questão, facilmente entrava em contacto com a Patrícia e em minutos tinha uma resposta.

Aconselho todas as grávidas a consultarem as redes de apoio disponíveis e terem junto de si o contacto mais próximo, para o caso de precisarem de apoio urgente. Já existe este apoio também na maior parte dos centros que fazem os cursos de preparação para o parto e na maioria dos casos todos eles têm disponíveis consultas ao domicílio. Hoje em dia, alguns hospitais também permitem a consulta de um enfermeiro ao domicílio nas primeiras semanas ou consultas de amamentação no hospital.

Alguns contactos que podem ajudar:

Rede Amamenta

SOS Amamentação

Vamos dar de mamar

Centro Pré e Pós Parto

No entanto, existem dicas transversais a todas elas:

  1. As mães devem ingerir no mínimo dois litros de água por dia
  2. Os bebés devem mamar em livre demanda (sempre que quiserem e durante o tempo que precisarem)
  3. Os bebés devem “esvaziar” primeiro uma mama e só depois passar para a outra
  4. O leite materno não foi e nunca será fraco, o leite materno é o alimento mais completo e mais adequado a cada bebé

Escrito por: Joana

Joana. Casada com o João. Mãe do Sebastião. Mãe emprestada de uma Teckel, a Sushi, e de um gato rafeirão, o Tozé. Vive em frente ao mar e adora o campo. Quer alcançar o significado da palavra devagar. Viver devagar, saborear cada segundo e cada detalhe. Ler mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *